Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

8.11: Portadores de Eletrões
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Biology

This content is Free Access.

Education
Electron Carriers
 
TRANSCRIÇÃO

8.11: Portadores de Eletrões

Portadores de eletrões podem ser pensados como transportes para eletrões. Esses compostos podem facilmente aceitar eletrões (ou seja, serem reduzidos) ou perdê-los (ou seja, serem oxidados). Eles, portanto, desempenham um papel essencial na produção de energia porque a respiração celular depende do fluxo de eletrões.

Ao longo das muitas fases da respiração celular, a glicose divide-se em dióxido de carbono e água. Os portadores de eletrões capturam eletrões perdidos pela glicose nessas reações, armazenam temporariamente os eletrões e inserem-nos na cadeia de transporte de eletrões.

Dois desses portadores de eletrões são NAD+ e FAD, ambos derivados de vitaminas B. As formas reduzidas de NAD+ e FAD, NADH e FADH2, respectivamente, são produzidas durante fases iniciais da respiração celular (glicólise, oxidação do piruvato e ciclo do ácido cítrico).

Os portadores de eletrões reduzidos NADH e FADH2 passam eletrões para os complexos I e II da cadeia de transporte de eletrões, respectivamente. No processo, são oxidados para formar NAD+ e FAD.

Outros portadores de eletrões na cadeia de transporte de eletrões são flavoproteínas, aglomerados de ferro-enxofre, quinonas e citocromos. Com a ajuda de enzimas, esses portadores de eletrões eventualmente transferem os eletrões para moléculas de oxigénio. Os portadores de eletrões são oxidados à medida que doam eletrões e são reduzidos à medida que os aceitam, e assim alternam entre as suas formas oxidadas e reduzidas.

Os portadores de eletrões fornecem um fluxo controlado de eletrões que permite a produção de ATP. Sem eles, a célula deixaria de funcionar.


Sugestão de Leitura

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter