Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

19.1: O que é um Sistema Sensorial?
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
What is a Sensory System?
 
TRANSCRIPT

19.1: What is a Sensory System?

19.1: O que é um Sistema Sensorial?

Sensory systems detect stimuli—such as light and sound waves—and transduce them into neural signals that can be interpreted by the nervous system. In addition to external stimuli detected by the senses, some sensory systems detect internal stimuli—such as the proprioceptors in muscles and tendons that send feedback about limb position.

Sensory systems include the visual, auditory, gustatory (taste), olfactory (smell), somatosensory (touch, pain, temperature, and proprioception), and vestibular (balance, spatial orientation) systems.

All sensory systems have receptor cells that are specialized to detect a particular type of stimulus. For example, hair cells in the inner ear have cilia that move in the presence of sound waves, while olfactory receptor neurons in the nasal cavity have receptors that bind to odorant molecules.

The presence of an appropriate stimulus triggers electrochemical changes in the nervous system. This stimulus typically changes the membrane potential of a sensory neuron, triggering an action potential. The information is then transmitted from the sensory organ to the spinal cord and then the brain, or directly to the brain (as in the visual system).

The different types of sensory information—also called modalities—travel in different pathways through the central nervous system, but most are transmitted to the thalamus—a structure in the middle of the brain. From here, sensory information is typically sent to areas of the cerebral cortex dedicated to the analysis of specific modalities—for instance, primary visual cortex or primary auditory cortex.

These areas, in turn, send information to the association cortex, where sensory information is integrated with other types of information for higher-level analysis. Ultimately, the neural processing that occurs throughout these pathways and networks allows for accurate perception of sensory stimuli—such as the identity and location of objects in the visual world, or the understanding of speech.

Sistemas sensoriais detectam estímulos — como ondas de luz e som — e os transduzim em sinais neurais que podem ser interpretados pelo sistema nervoso. Além dos estímulos externos detectados pelos sentidos, alguns sistemas sensoriais detectam estímulos internos — como os proprioceptores nos músculos e tendões que enviam feedback sobre a posição do membro.

Os sistemas sensoriais incluem os sistemas visual, auditivo, gustatório (paladar), olfato(cheiro), somatosensorial (toque, dor, temperatura e propriocepção) e vestibular (equilíbrio, orientação espacial).

Todos os sistemas sensoriais possuem células receptoras especializadas para detectar um determinado tipo de estímulo. Por exemplo, as células ciliadas no ouvido interno têm cílios que se movem na presença de ondas sonoras, enquanto os neurônios receptores olfativos na cavidade nasal têm receptores que se ligam a moléculas odorantes.

A presença de um estímulo adequado desencadeia alterações eletroquímicas no sistema nervoso. Esse estímulo normalmente altera o potencial de membrana de um neurônio sensorial, desencadeando um potencial de ação. A informação é então transmitida do órgão sensorial para a medula espinhal e, em seguida, para o cérebro, ou diretamente para o cérebro (como no sistema visual).

Os diferentes tipos de informações sensoriais — também chamadas de modalidades — viajam em diferentes caminhos através do sistema nervoso central, mas a maioria é transmitida ao tálamo — uma estrutura no meio do cérebro. A partir daqui, as informações sensoriais são normalmente enviadas para áreas do córtex cerebral dedicadas à análise de modalidades específicas — por exemplo, córtex visual primário ou córtex auditivo primário.

Essas áreas, por sua vez, enviam informações ao córtex da associação, onde as informações sensoriais são integradas com outros tipos de informações para análise de nível superior. Em última análise, o processamento neural que ocorre ao longo dessas vias e redes permite uma percepção precisa de estímulos sensoriais — como a identidade e localização de objetos no mundo visual, ou a compreensão da fala.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter