Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

20.1: O que é o Sistema Esquelético?
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
What is the Skeletal System?
 
TRANSCRIÇÃO

20.1: O que é o Sistema Esquelético?

Visão Geral

O esqueleto humano adulto contém 206 ossos conectados através de cartilagem, tendões e ligamentos. O esqueleto fornece uma estrutura rígida para o corpo humano, protege órgãos internos e permite o movimento e locomoção. O sistema esquelético humano consiste nos esqueletos axial e apendicular. O tecido ósseo é continuamente construído e destruído por células ósseas especializadas que são essenciais para a saúde geral. Células ósseas desreguladas e níveis incorretos de compostos químicos no sangue levam a doenças ósseas.

Esqueleto Axial

O esqueleto axial é composto por 80 ossos e é dividido em três regiões: o crânio, a coluna vertebral e a caixa torácica. A parte superior do crânio—o crânio—consiste de oito ossos que contêm o cérebro, enquanto que a parte inferior consiste de 14 ossos. A coluna vertebral é composta por 33 vértebras: sete cervicais, 12 torácicas, cinco lombares, cinco vértebras sacrais fundidas e quatro vértebras coxigeais fundidas.

A caixa torácica adiciona estabilidade à coluna vertebral e também protege os pulmões e o coração. Consiste em 12 pares de costelas, que se prendem às vértebras torácicas através da articulação costovertebral. A porção anterior da caixa torácica prende-se ao esterno—o osso plano no centro frontal do peito—através das cartilagens costais. As primeiras sete costelas de cada lado são conhecidas como costelas verdadeiras, pois as suas cartilagens prendem-se diretamente ao esterno. As costelas de oito a 12 são chamadas de costelas falsas porque não se prendem diretamente ao esterno. No entanto, as costelas de oito a 10 juntam-se ao esterno através das cartilagens costais das costelas acima. Ao contrário, as costelas 11 e 12 são referidas como costelas flutuantes, uma vez que estão apenas presas à coluna vertebral na parte posterior, mas não têm nenhuma conexão com o esterno.

Esqueleto Apendicular

O sistema esquelético apendicular consiste nos 126 ossos dos membros e cintura uma vez que são anexados ao esqueleto axial. O sistema esquelético apendicular é composto por vários tipos diferentes de ossos.

Tecido e Células Ósseos

O osso é conhecido como tecido ósseo. As células do tecido ósseo estão dispersas na matriz—a substância que fornece força e rigidez aos ossos. A matriz consiste em componentes orgânicos—principalmente colágeno—e componentes inorgânicos que consistem em sais minerais cristalizados, como fosfato de cálcio, hidróxido de cálcio e fluoreto de magnésio.

Existem três tipos principais de células ósseas—osteoblastos, osteoclatos e osteócitos. Os osteoblastos e os osteoclastos têm funções opostas. Os osteoblastos constroem a matriz óssea, enquanto que os osteoclartos a destroem. Ambas as funções continuam ao longo da vida, e ambas são essenciais para uma boa saúde. Construir osso é importante para manter os ossos fortes; destruir osso permite a manutenção dos níveis de cálcio na corrente sanguínea (que é vital para a saúde de outros órgãos, como o coração).

Os osteócitos são células que amadureceram dos osteoblastos e estão agora cercadas por matriz. Os osteócitos comunicam com o sangue através de canais microscópicos no osso, sentindo os níveis de cálcio e outros minerais no sangue. Eles controlam então as funções dos osteoblastos e osteoclastos, secretando substâncias que afetam a atividade dessas células.

Doenças Ósseas

Muitas doenças do sistema esquelético têm uma característica comum: ossos fracos devido ao baixo teor de minerais. A osteoporose, por exemplo, é caracterizada pela diminuição da densidade mineral óssea. Ocorre mais comumente em mulheres pós-menopausa, mas também pode ocorrer em homens e mulheres pré-menopausa. Nesta doença, há maior atividade de osteoclatos do que de osteoblastos. Pacientes com osteoporose têm grande risco de fraturas, especialmente da coluna vertebral, quadril e pulso.

Outra doença óssea generalizada é a osteodistrofia renal. Esta doença é parte de uma condição mais ampla conhecida como distúrbio mineral e ósseo em doença renal crónica. Os rins desempenham muitas funções, incluindo regulação de cálcio, fósforo e vitamina D, que são todos críticos para a saúde óssea. Quando os rins não estão a funcionar corretamente, como na doença renal diabética, os ossos podem ficar enfraquecidos e dolorosos, e as articulações podem tornar-se também dolorosas.


Sugestão de Leitura

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter