Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

20.11: Nocicepção
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Nociception
 
TRANSCRIÇÃO

20.11: Nocicepção

A nocicepção—a capacidade de sentir dor—é essencial para a sobrevivência e o bem-estar geral de um organismo. Estímulos nocivos como dor perfurante de um objeto afiado, calor de uma chama aberta ou contacto com produtos químicos corrosivos são detectados primeiro por receptores sensoriais, chamados nociceptores, localizados em terminações nervosas. Nociceptores expressam canais iónicos que convertem estímulos nocivos em sinais elétricos. Quando esses sinais atingem o cérebro através de neurónios sensoriais, eles são percebidos como dor. Assim, a dor ajuda o organismo a evitar estímulos nocivos.

O sistema imunitário desempenha um papel essencial na patologia da dor. Ao encontrar estímulos nocivos, células imunes como mastócitos e macrófagos presentes no local da lesão libertam substâncias químicas inflamatórias como citocinas, quimiocinas, histaminas e prostaglandinas. Estes químicos atraem outras células imunes, como monócitos e células T para o local da lesão. Eles também estimulam nociceptores, resultando em hiperalgesia—uma resposta mais intensa a um estímulo anteriormente doloroso, ou alodínia—uma resposta dolorosa a um estímulo normalmente inócuo, como o toque leve. Essa sensibilização da dor ajuda a proteger o local ferido durante a cura.

Em alguns casos, a dor ultrapassa o seu papel como um sistema de alerta agudo se a sensibilização não se resolver ao longo do tempo. Dor crónica—dor persistente ou recorrente que dura mais de três meses—acompanha frequentemente condições inflamatórias, como artrite reumatóide. Anti-inflamatórios não esteróides (NSAIDs) como aspirina e ibuprofeno reduzem a dor inibindo a síntese das moléculas inflamatórias prostaglandinas. No entanto, os NSAIDs e opióides atualmente usados para combater a dor têm efeitos colaterais severos e o potencial de viciar. Portanto, compreender os mecanismos subjacentes à patologia da dor pode ajudar a desenvolver fármacos mais eficazes para suprimir a percepção da dor com efeitos colaterais negativos menos graves.


Sugestão de Leitura

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter