Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

26.9: Altruísmo
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Altruism
 
TRANSCRIPT

26.9: Altruism

26.9: Altruísmo

Altruistic behaviors are “unselfish” behaviors—those that help another individual at the expense of the individual carrying out the behavior. Despite the negative consequences for the altruistic animal, these behaviors are thought to have evolved for several reasons.

Reasons for Altruistic Behaviors

First, most altruistic behavior occurs between individuals that are related. Altruism is particularly pronounced in animals that live in colonies with one reproductively capable female—the queen—such as bees and naked mole rats.

In these eusocial animals, all the members of a colony are very closely related. The non-reproductive members—for instance, worker bees—care for the queen and her offspring by engaging in altruistic behaviors, such as bringing back food and defending the colony. In the course of these activities, they may even sacrifice their own lives for the good of the queen and the colony.

However, because they are closely related to the queen, their self-sacrificing behavior increases the chances that the genes they share with her will be passed down through her offspring—ultimately preserving altruistic behavior in the population.

Altruism also occurs between related animals that are not eusocial, such as squirrels who warn other members of their group—some of whom are related to them—with alarm calls when a predator is near. This puts the squirrel giving the call at risk, but helps the group, and its genes, survive.

Altruism can also occur between unrelated individuals within a social group, such as when primates groom each other or share food. Although these behaviors may be costly to the altruistic animal in the short-term, they can be beneficial if the favor is repaid later. This is called reciprocal altruism and primarily occurs in animals that live in stable social groups in which individuals have many opportunities to “repay” individuals who have helped them in the past.

Comportamentos altruístas são comportamentos “não egoístas”—aqueles que ajudam outro indivíduo às custas do indivíduo que executa o comportamento. Apesar das consequências negativas para o animal altruísta, acredita-se que esses comportamentos evoluíram por várias razões.

Razões para Comportamentos Altruístas

Em primeiro lugar, a maioria dos comportamentos altruístas ocorre entre indivíduos que estão relacionados. O altruísmo é particularmente pronunciado em animais que vivem em colónias com uma fêmea reprodutivamente capaz—a rainha—como abelhas e ratos-toupeira-nus.

Nestes animais eussociais, todos os membros de uma colónia são muito próximos. Os membros não reprodutores—por exemplo, as abelhas operárias—cuidam da rainha e dos seus filhos, realizando comportamentos altruístas, como trazer comida e defender a colónia. No decorrer dessas atividades, eles podem até sacrificar as suas próprias vidas pelo o bem da rainha e da colónia.

No entanto, por estarem intimamente relacionados com a rainha, o seu comportamento de auto-sacrifício aumenta a probabilidade de que os genes que compartilham com ela sejam passados através da sua progenia—preservando o comportamento altruísta na população.

O altruísmo também ocorre entre animais relacionados que não são eussociais, como esquilos que alertam outros membros do seu grupo—alguns dos quais relacionados com eles—com chamadas de alarme quando um predador está próximo. Isso coloca o esquilo em risco, mas ajuda o grupo, e os seus genes, a sobreviverem.

O altruísmo também pode ocorrer entre indivíduos não relacionados dentro de um grupo social, como quando primatas se asseiam uns ao outros ou compartilham alimentos. Embora esses comportamentos possam sair caros para o animal altruísta a curto prazo, eles podem ser benéficos se o favor for retribuído mais tarde. Isso é chamado de altruísmo recíproco e ocorre principalmente em animais que vivem em grupos sociais estáveis nos quais os indivíduos têm muitas oportunidades de “retribuir” os indivíduos que os ajudaram no passado.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter