Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

27.5: Eficiência Trófica
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Trophic Efficiency
 
TRANSCRIÇÃO

27.5: Eficiência Trófica

A eficiência de transferência de nível trófico (TLTE) é uma medida da transferência total de energia de um nível trófico para o seguinte. Devido à extensa perda de energia como calor metabólico, uma média de apenas 10% da energia original obtida é passada para o nível seguinte. Esse padrão de perda de energia limita severamente o possível número de níveis tróficos em uma cadeia alimentar.

Eficiência de Transferência de Nível Trófico

Seguindo a segunda lei da termodinâmica, grandes quantidades de energia são perdidas do ecossistema e de um nível trófico para o outro à medida que ela é transferida e transformada. Em sistemas biológicos, essa energia é perdida como calor metabólico durante a respiração, conforme um organismo consome o seguinte. A medição da transferência de energia de um nível trófico para o seguinte é conhecida como eficiência de transferência de nível trófico (TLTE) e é uma função da produção de energia do nível trófico atual e a do nível anterior. Esta medida tem amplas implicações em relação ao tamanho total das cadeias alimentares.

A “Regra dos 10”

No geral, apenas cerca de 10% da energia é transferida de um nível trófico para o outro, e esse número pode variar de 5 a 20% dependendo do ecossistema. Isso significa que 90% da energia obtida é perdida em cada nível trófico, afetando muito o número máximo de níveis possíveis no ecossistema. Por exemplo, se um ecossistema recebesse 600.000 Kcal de energia solar do sol, os produtores primários passariam apenas 60.000 Kcal para herbívoros, que passariam apenas 6.000 Kcal para consumidores secundários, 600 Kcal para consumidores terciários e 60 Kcal para consumidores quaternários no topo da cadeia alimentar. Um predador alfa como um lobo—que precisa de uma média de 2000 Kcal por dia—precisa consumir uma quantidade muito alta de consumidores secundários ou terciários para cumprir sua cota calórica por dia.


Sugestão de Leitura

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter