Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

31.1: O que é a Seleção Natural?
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
What is Natural Selection?
 
TRANSCRIÇÃO

31.1: O que é a Seleção Natural?

A seleção natural é um processo evolutivo no qual indivíduos com características que promovem a sobrevivência se reproduzem a taxas mais altas. Essas características favoráveis tornam-se mais comuns dentro de uma população ou espécie. Características naturalmente selecionadas surgem inicialmente através de mutações genéticas aleatórias. Para que a seleção ocorra, deve haver variação dentro de uma população, a característica que controla a variação deve ser hereditária, e deve haver uma vantagem evolutiva para a variação da característica.

A Teoria da Seleção Natural

A seleção natural é um fenómeno que favorece indivíduos mais adaptados ao seu ambiente. Charles Darwin descreveu o processo na sua publicação de 1859, Sobre a Origem das Espécies:

“Devido a esta luta pela vida, qualquer variação, por mais leve e por qualquer causa que a proceda, se for em algum grau rentável para um indivíduo de qualquer espécie, nas suas relações infinitamente complexas com outros seres orgânicos e à natureza externa, tenderá à preservação desse indivíduo, e geralmente será herdado pela sua progenia. A progenia, também, terá assim mais probabilidade de sobreviver, pois, dos muitos indivíduos de qualquer espécie que nascem periodicamente, apenas um pequeno número pode sobreviver. Tenho chamado esse princípio, pelo qual cada pequena variação, se útil, é preservada, pelo termo de Seleção Natural, a fim de marcar a sua relação com o poder de seleção do homem”.

Também vale a pena notar que a expressão “sobrevivência do mais apto”, comumente usada quando se refere à seleção natural e muitas vezes atribuída a Darwin, foi cunhada por seu contemporâneo, Herbert Spencer. Darwin mais tarde adotou essa expressão nas suas obras.

Na altura do início da sua teoria da evolução por seleção natural, Darwin não sabia que os responsáveis pelas características hereditárias da seleção eram genes. Esse conhecimento viria logo depois, quando Gregor Mendel publicou as suas “Experiências em Hibridização Vegetal” em 1865, introduzindo o mundo à genética.

Condições da Seleção Natural

Para que a seleção natural ocorra, é preciso haver variação de características. As lebres-americanas, por exemplo, são castanhas nos meses de primavera e verão, mas durante o inverno, o seu pêlo muda para branco. Também é preciso haver uma vantagem evolutiva para a característica; quaisquer lebres que não mudam de cor e permanecem castanhas são mais facilmente visíveis para predadores na neve e, portanto, são menos propensas a sobreviver e se reproduzirem. A terceira condição é que a característica precisa ser hereitária. Para as lebres-americanas, é na variação em um único local no gene Agouti que a seleção natural age.

Curiosamente, há algumas evidências de que os efeitos das mudanças climáticas nas estações de neve estão a mudar as pressões de seleção; indivíduos em algumas populações de lebres estão a voltar a manter o seu pêlo castanho durante todo o ano. Esse processo, tipicamente ocorrendo ao longo de muitas gerações dentro de uma população, é referido como evolução adaptativa.


Sugestão de Leitura

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter