Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

28.6: Nichos Ecológicos
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Ecological Niches
 
TRANSCRIPT

28.6: Ecological Niches

28.6: Nichos Ecológicos

All organisms have a position within an ecosystem. The complete set of living and nonliving factors—including food resources, climate, and terrain—that define the position of a given organism are collectively referred to as the organism’s ecological niche.

Multiple species cannot occupy the exact same niche within their habitat. If the niches of two or more species overlap to a large extent, the competitive exclusion principle dictates that one species will outcompete the other, forcing it to adapt or die out. However, flexibility in the resources an organism uses can allow similar species to coexist if they modify their realized niches to avoid competition.

Further, it appears that there is often a correlation between niche size and geographical range. Species with niches that are broader are generally found across a larger geographic area. Such larger distributions might give these species more flexibility in the realized niche, allowing them to adapt to environmental changes or the presence of competitors more easily than a species with a narrower niche and smaller geographic range.

Understanding how organisms function together in their ecosystem through their ecological niches can help guide conservation efforts for vulnerable areas and endangered species, as well as limiting the threat posed by invasive species.

Todos os organismos têm uma posição dentro de um ecossistema. O conjunto completo de fatores vivos e não vivos—incluindo recursos alimentares, clima e terreno—que definem a posição de um determinado organismo são coletivamente referidos como o nicho ecológico do organismo.

Várias espécies não podem ocupar exatamente o mesmo nicho dentro do seu habitat. Se os nichos de duas ou mais espécies se sobrepõem em grande parte, o princípio de exclusão competitiva dita que uma espécie irá superar a outra, forçando-a a adaptar-se ou morrer. No entanto, a flexibilidade nos recursos que um organismo usa pode permitir que espécies semelhantes coexistam se modificarem os seus nichos para evitar a concorrência.

Além disso, parece que muitas vezes há uma correlação entre o tamanho do nicho e a faixa geográfica. Espécies com nichos mais amplos são geralmente encontradas em uma área geográfica maior. Tais distribuições maiores podem dar a essas espécies mais flexibilidade no seu nicho, permitindo que elas se adaptem às mudanças ambientais ou à presença de concorrentes mais facilmente do que uma espécie com um nicho mais estreito e menor alcance geográfico.

Entender como os organismos funcionam juntos no seu ecossistema através dos seus nichos ecológicos pode ajudar a guiar os esforços de conservação para áreas vulneráveis e espécies ameaçadas, além de limitar a ameaça representada por espécies invasoras.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter