Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

6.5: Sinalização Autócrina
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Autocrine Signaling
 
TRANSCRIPT

6.5: Autocrine Signaling

6.5: Sinalização Autócrina

Secreted signals can act on a variety of target cells. In some cases, the cell that secretes a signal also detects and responds to the signaling molecule it produces; this is called Autocrine Signaling.

Under normal physiological conditions, autocrine signaling is important for homeostasis. This process is well characterized in the macrophages of the immune system. Macrophages secrete a variety of signals including the cytokine Interleukin-1, IL-1. The secreting macrophages also possess membrane receptors for IL-1 that, when bound, can activate an intracellular signaling cascade. The resulting intracellular signals trigger the secretion of additional cytokines including more IL-1 from the target cell. Though IL-1 secreted by these macrophages can also bind to receptors on other cells and cell types, binding to the signaling cell is important in the regulation of signal production.

Autocrine signaling is also a major mechanism of cancer cell proliferation. Cancerous cells secrete a variety of growth signals to themselves, through autocrine signaling, and to nearby tissues. For example, progesterone appears to act in an autocrine manner in breast cancer, whereby progesterone binds to progesterone receptors on the signaling cell, stimulating the action of growth-promoting genes. Autocrine signaling can also play a role in the development of skin cancer by stimulating the development of new blood vessels that nourish tumor cells.

Sinais secretos podem agir em uma variedade de células-alvo. Em alguns casos, a célula que secreta um sinal também detecta e responde à molécula de sinalização que produz; isso é chamado de Sinalização Autocrina.

Em condições fisiológicas normais, a sinalização autocrina é importante para a homeostase. Esse processo é bem caracterizado nos macrófagos do sistema imunológico. Macrófagos secretam uma variedade de sinais, incluindo a citocina Interleucina-1, IL-1. Os macrófagos secretados também possuem receptores de membrana para IL-1 que, quando ligados, podem ativar uma cascata de sinalização intracelular. Os sinais intracelulares resultantes desencadeiam a secreção de citocinas adicionais, incluindo mais IL-1 da célula alvo. Embora o IL-1 secretado por esses macrófagos também possa se ligar a receptores em outras células e tipos de células, ligar-se à célula de sinalização é importante na regulação da produção de sinais.

A sinalização autocrina também é um importante mecanismo de proliferação de células cancerosas. Células cancerígenas secretam uma variedade de sinais de crescimento para si mesmos, através de sinalização autocrina, e para tecidos próximos. Por exemplo, a progesterona parece agir de forma autocrina no câncer de mama, pelo qual a progesterona se liga aos receptores de progesterona na célula de sinalização, estimulando a ação de genes promotores do crescimento. A sinalização autocrina também pode desempenhar um papel no desenvolvimento do câncer de pele, estimulando o desenvolvimento de novos vasos sanguíneos que alimentam as células tumorais.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter