Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

28.10: Competição
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Competition
 
TRANSCRIPT

28.10: Competition

28.10: Competição

When organisms require the same limited resources within an environment, they may have to compete for them. Competition is a net-negative interaction. Even if two competing individuals or populations do not interact directly, the overall fitness of both competitors is lowered as a result of not having full access to the limited resource.

Intraspecific competition, which occurs between individuals of the same species, serves as a natural mechanism for regulating population size. Too much population growth can lead to crowding and diminished resources. Stronger members of the population may outcompete weaker individuals for resources, leading to reduced reproduction or death for the weaker individuals and keeping the population size in check.

Competitive exclusion may occur as a consequence of competition between species, where one is better suited to use a resource and forces out the other, but this is not the only possible outcome when a resource is not abundant. Organisms can also find ways to share limited resources. Competing populations may engage in resource partitioning, dividing the resource in a spatial manner by keeping to non-overlapping territories or using the resource at different times of the day. Alternatively, one population might differentiate its niche so that it no longer has to compete.

Many similar species of anole lizard coexist on islands around the Caribbean Sea, and the anoles of each island avoid competition with each other by residing in slightly different locations within their habitat, an example of spatial resource partitioning. The lizards then prey only upon the insects that enter their preferred territory, effectively dividing up available food sources. This diminishes competition for food and reduces direct conflicts between the different species.

Ultimately, competition provides an evolutionary selection pressure both within and between species when resources are not plentiful, forcing organisms to adapt or risk dying out if they cannot successfully compete.

Quando os organismos exigem os mesmos recursos limitados dentro de um ambiente, eles podem ter de competir por eles. A concorrência é uma interação negativa. Mesmo que dois indivíduos ou populações concorrentes não interajam diretamente, o condicionamento geral de ambos os concorrentes é reduzido como resultado de não terem acesso total ao recurso limitado.

A competição intraespecífica, que ocorre entre indivíduos da mesma espécie, serve como mecanismo natural para regular o tamanho da população. Muito crescimento populacional pode levar a aglomeração e à diminuição dos recursos. Membros mais fortes da população podem superar os indivíduos mais fracos por recursos, levando à redução da reprodução ou morte para os indivíduos mais fracos e mantendo o tamanho da população sob controlo.

A exclusão competitiva pode ocorrer como consequência da competição entre espécies, onde uma é mais adequada para usar um recurso e força a outra para fora, mas este não é o único resultado possível quando um recurso não é abundante. Os organismos também podem encontrar maneiras de compartilhar recursos limitados. As populações concorrentes podem envolver-se na divisão de recursos, dividindo o recurso de forma espacial, mantendo-se em territórios não sobrepostos ou usando o recurso em diferentes horas do dia. Alternativamente, uma população pode diferenciar o seu nicho para que ela não precise mais de competir.

Muitas espécies semelhantes de lagartos anolis coexistem em ilhas ao redor do Mar das Caraíbas, e os anolis de cada ilha evitam a competição entre si, residindo em locais ligeiramente diferentes dentro do seu habitat, um exemplo de particionamento de recursos espaciais. Os lagartos atacam então apenas os insetos que entram no seu território preferencial, dividindo eficazmente as fontes de alimento disponíveis. Isso diminui a concorrência por alimento e reduz conflitos diretos entre as diferentes espécies.

Em última análise, a concorrência fornece uma pressão de seleção evolutiva dentro e entre espécies quando os recursos não são abundantes, forçando os organismos a se adaptarem ou correrem o risco de morrer se não puderem competir com sucesso.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter