Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

8.5: Resultados da Glicólise
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Outcomes of Glycolysis
 
TRANSCRIPT

8.5: Outcomes of Glycolysis

8.5: Resultados da Glicólise

Nearly all the energy used by cells comes from the bonds that make up complex, organic compounds. These organic compounds are broken down into simpler molecules, such as glucose. Subsequently, cells extract energy from glucose over many chemical reactions—a process called cellular respiration.

Cellular respiration can take place in the presence or absence of oxygen, referred to as aerobic and anaerobic respiration, respectively. In the presence of oxygen, cellular respiration starts with glycolysis and continues with pyruvate oxidation, the citric acid cycle, and oxidative phosphorylation.

Both aerobic and anaerobic cellular respiration start with glycolysis. Glycolysis yields a net gain of two pyruvate molecules, two NADH molecules, and two ATP molecules (four produced minus two used during energy-requiring glycolysis). In addition to these major products, glycolysis generates two water molecules and two hydrogen ions.

In cells that carry out anaerobic respiration, glycolysis is the primary source of ATP. These cells use fermentation to convert NADH from glycolysis back into NAD+, which is required to continue glycolysis. Glycolysis is also the primary source of ATP for mature mammalian red blood cells, which lack mitochondria. Cancer cells and stem cells rely on aerobic glycolysis for ATP.

Cells that use aerobic respiration continue to break down pyruvate after glycolysis via pyruvate oxidation, the citric acid cycle, and oxidative phosphorylation. Pyruvate oxidation converts pyruvate from glycolysis into acetyl-CoA—the primary input for the citric acid cycle. NAD+ for continued glycolysis is replenished during oxidative phosphorylation, when NADH shuttles and donates electrons to the electron transport chain, becoming NAD+.

The energy-carrier ATP is the main product of cellular respiration. Although oxidative phosphorylation produces most of the ATP generated by aerobic respiration, ATP is also produced during glycolysis and the citric acid cycle.

Quase toda a energia usada pelas células vem das ligações que compõem compostos orgânicos complexos. Esses compostos orgânicos são divididos em moléculas mais simples, como a glicose. Posteriormente, as células extraem energia da glicose através de muitas reações químicas—um processo chamado respiração celular.

A respiração celular pode ocorrer na presença ou ausência de oxigénio, referida como respiração aeróbica e anaeróbica, respectivamente. Na presença de oxigénio, a respiração celular começa com glicólise e continua com oxidação de piruvato, ciclo do ácido cítrico e fosforilação oxidativa.

Tanto a respiração celular aeróbica como a anaeróbica começam com glicólise. A glicólise produz um ganho líquido de duas moléculas de piruvato, duas moléculas de NADH e duas moléculas de ATP (quatro produzidas menos duas usadas durante a glicólise que requer energia). Além desses principais produtos, a glicólise gera duas moléculas de água e dois iões de hidrogénio.

Em células que realizam respiração anaeróbica, a glicólise é a principal fonte de ATP. Essas células usam fermentação para converter NADH da glicólise de volta em NAD+, que é necessário para continuar a glicólise. A glicólise também é a principal fonte de ATP para glóbulos vermelhos mamíferos maduros, que não possuem mitocôndrias. Células cancerígenas e células estaminais dependem da glicólise aeróbica para obter ATP.

As células que usam respiração aeróbica continuam a quebrar piruvato após a glicólise através da oxidação do piruvato, do ciclo do ácido cítrico e da fosforilação oxidativa. A oxidação do piruvato converte o piruvato da glicólise em acetil-CoA—a entrada primária para o ciclo do ácido cítrico. NAD+ para glicólise contínua é reabastecido durante a fosforilação oxidativa, quando o NADH transporta e doa eletrões para a cadeia de transporte de eletrões, tornando-se NAD+.

O portador de energia ATP é o principal produto da respiração celular. Embora a fosforilação oxidativa produza a maior parte do ATP gerado pela respiração aeróbica, o ATP também é produzido durante a glicólise e o ciclo do ácido cítrico.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter