Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

33.4: O que é História Evolucionária?
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
What is Evolutionary History?
 
TRANSCRIPT

33.4: What is Evolutionary History?

33.4: O que é História Evolucionária?

Scientists record evolutionary history by analyzing fossil, morphological, and genetic data. The fossil record documents the history of life on Earth and provides evidence for evolution. However, both fossil and living organisms offer evidence that outlines Earth’s evolutionary history.

Phylogenetic trees illustrate the evolutionary relationships among these organisms. Scientists infer organisms’ common ancestry by evaluating shared morphological and genetic characteristics. Together, the fossil record and phylogenetic trees help scientists to reconstruct the evolutionary history of life on Earth.

According to evolutionary history, conditions on early Earth set the stage for life to begin. Nearly 4 billion years ago, atmospheric water vapor condensed into rain that filled the planet’s basins to form oceans. Consequently, as documented by fossil evidence, life on Earth began with the advent of unicellular life.

Scientists, such as astrobiologists, use this knowledge to research the potential for life on other planets. The presence of water is presumed to be a universally shared requirement for life. Water found on Mars, for example, suggests that life—most likely bacteria—may exist on that planet as well.

As conditions changed on Earth, organisms’ complexity and variety also changed. Oxygenation of Earth’s atmosphere paved the way for multicellular life and land colonization. Over time, countless species emerged (i.e., speciation) and perished (i.e., extinction) as Earth endured environmental shifts.

Throughout evolutionary time, species developed adaptations to better survive the Earth’s dynamic environment. Adaptations can arise from either a common ancestor or independently via convergent evolution. For example, a common ancestor gave rise to the shared forelimb structure of mammals, while the fins and tails of fish evolved independently from that of whales.

Evolutionary history describes how fossil and living species evolved since life’s emergence on Earth. Scientists aim to understand the environmental forces driving evolution as well as evolutionary relationships between organisms. Establishing Earth’s evolutionary history provides a framework for understanding the process and circumstances surrounding evolution.

Os cientistas registram a história evolutiva analisando dados fósseis, morfológicos e genéticos. O registro fóssil documenta a história da vida na Terra e fornece evidências para a evolução. No entanto, tanto organismos fósseis quanto vivos oferecem evidências que descrevem a história evolutiva da Terra.

As árvores filogenéticas ilustram as relações evolutivas entre esses organismos. Os cientistas inferem a ascendência comum dos organismos avaliando características morfológicas e genéticas compartilhadas. Juntos, o registro fóssil e as árvores filogenéticas ajudam os cientistas a reconstruir a história evolutiva da vida na Terra.

De acordo com a história evolutiva, as condições no início da Terra prepararam o cenário para a vida começar. Há quase 4 bilhões de anos, o vapor de água atmosférica condensado na chuva que encheu as bacias do planeta para formar oceanos. Consequentemente, como documentado por evidências fósseis, a vida na Terra começou com o advento da vida unicelular.

Cientistas, como os astrobiólogos, usam esse conhecimento para pesquisar o potencial de vida em outros planetas. Presume-se que a presença de água seja um requisito universalmente compartilhado para a vida. A água encontrada em Marte, por exemplo, sugere que a vida — provavelmente bactérias — pode existir naquele planeta também.

À medida que as condições mudavam na Terra, a complexidade e variedade dos organismos também mudavam. A oxigenação da atmosfera terrestre abriu caminho para a vida multicelular e a colonização da terra. Com o tempo, inúmeras espécies surgiram (ou seja, especiação) e pereceram (ou seja, extinção) à medida que a Terra sofria mudanças ambientais.

Ao longo do tempo evolutivo, as espécies desenvolveram adaptações para sobreviver melhor ao ambiente dinâmico da Terra. Adaptações podem surgir de um ancestral comum ou independentemente através da evolução convergente. Por exemplo, um ancestral comum deu origem à estrutura de membros dianteiros compartilhados dos mamíferos, enquanto as barbatanas e caudas de peixes evoluíram independentemente da das baleias.

A história evolutiva descreve como espécies fósseis e vivas evoluíram desde o surgimento da vida na Terra. Os cientistas visam entender as forças ambientais que impulsionam a evolução, bem como as relações evolutivas entre organismos. Estabelecer a história evolutiva da Terra fornece uma estrutura para entender o processo e as circunstâncias em torno da evolução.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter