Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

33.5: A Evidência da Evolução
TABLE OF
CONTENTS

JoVE Core
Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
The Evidence for Evolution
 
TRANSCRIPT

33.5: The Evidence for Evolution

33.5: A Evidência da Evolução

Genetic variations accumulating within populations over generations give rise to biological evolution. Evolutionary changes can result in the formation of novel varieties and entire new species. These changes are responsible for the diverse forms of life inhabiting the planet. The evidence for evolution suggests that all living organisms descended from common ancestors.

The collection of fossils within sedimentary rocks give a record of common ancestry and often depicts the history of evolution. The fossil record displays compelling evidence of the evolving levels of complexity in life forms, over generations. Fossil remains of more complex life forms are found higher up in the rock layers, while simpler ones found in lower ones, reflecting the succession of rock layers laid down over time.

A remarkable uniformity exists in the nature, assembly, and utilization of the basic molecular components of all living organisms. The degree of similarity in the genetic information stored within the DNA, biomolecules, metabolic pathways, and other cellular and biochemical processes point toward the genetic continuity and common ancestry of living organisms.

Several striking resemblances also exist in the anatomical organization of the diverse life forms. For example, homologies in the forelimb of vertebrates provide evidence for evolution. Evidence of structural similarity supports the inheritance of skeletal structure plans from a common ancestor that has been modified as organisms evolved and diversified while adapting to specific demands of their environments.

The biogeography or the geographic distribution of species also provides links to the patterns of past evolution. The geographical features like oceans, mountains, rivers, and islands act as barriers to populations allowing them to evolve separately from one another. As a result, several isolated land areas and island groups have distinct plants and animal communities—a result of the evolution in isolation through millions of years. Yet surprising similarities between species remain even when separated by some of these uncrossable barriers.

Variações genéticas acumuladas dentro de populações ao longo de gerações dão origem à evolução biológica. Mudanças evolutivas podem resultar na formação de novas variedades e novas espécies inteiras. Essas mudanças são responsáveis pelas diversas formas de vida que habitam o planeta. As evidências para a evolução sugerem que todos os organismos vivos descendiam de ancestrais comuns.

A coleção de fósseis dentro de rochas sedimentares dá um registro de ascendência comum e muitas vezes retrata a história da evolução. O registro fóssil mostra evidências convincentes dos níveis de complexidade em evolução nas formas de vida, ao longo das gerações. Restos fósseis de formas de vida mais complexas são encontrados mais alto nas camadas rochosas, enquanto os mais simples encontrados nas mais baixas, refletindo a sucessão de camadas rochosas estabelecidas ao longo do tempo.

Existe uma notável uniformidade na natureza, montagem e utilização dos componentes moleculares básicos de todos os organismos vivos. O grau de similaridade nas informações genéticas armazenadas no DNA, biomoléculas, vias metabólicas e outros processos celulares e bioquímicos apontam para a continuidade genética e ancestralidade comum dos organismos vivos.

Várias semelhanças marcantes também existem na organização anatômica das diversas formas de vida. Por exemplo, homólogos no membro dianteiro de vertebrados fornecem evidências para a evolução. Evidências de similaridade estrutural apoiam a herança de planos de estrutura esquelética de um ancestral comum que foi modificado à medida que os organismos evoluíram e se diversificaram ao se adaptarem a demandas específicas de seus ambientes.

A biogeografia ou a distribuição geográfica das espécies também fornece links para os padrões da evolução passada. As características geográficas como oceanos, montanhas, rios e ilhas agem como barreiras para as populações que lhes permitem evoluir separadamente umas das outras. Como resultado, várias áreas de terra isoladas e grupos insulares têm plantas e comunidades animais distintas — resultado da evolução isolada ao longo de milhões de anos. No entanto, semelhanças surpreendentes entre espécies permanecem mesmo quando separadas por algumas dessas barreiras intransegáveis.


Suggested Reading

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter