Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

20.5: Isomerismo Estrutural
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Chemistry

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Structural Isomerism
 
TRANSCRIÇÃO

20.5: Isomerismo Estrutural

Isomerismo em Complexos

Isómeros são espécies químicas diferentes que têm a mesma fórmula química. O isomerismo estrutural dos compostos de coordenação pode ser dividido em duas subcategorias, os isómeros de ligação e os isómeros de esfera de coordenação.

Isómeros de ligação ocorrem quando o composto de coordenação contém um ligando que se pode ligar ao centro de metal de transição através de dois átomos diferentes. Por exemplo, o ligando CN pode ligar-se através do átomo de carbono ou através do átomo de azoto. Da mesma forma, SCN pode ligar-se através do átomo de enxofre ou de azoto. Alguns ligandos diferentes capazes de isomerismo de ligação são mostrados na Figura 1. A nomenclatura dos ligandos capazes de isomerismo de ligação depende de qual átomo dador é ligado ao ião metálico. Por exemplo, um ligando CN ligado através do átomo de carbono é chamado de ciano, enquanto que o mesmo ligando ligado através de um átomo de azoto é chamado isociano.

Image1

Figura 1. Lista de ligandos diferentes capazes de isomerismo de ligação. Na molécula do ligando, o átomo a vermelho liga-se ao átomo central de metal.

Isómeros de esfera de coordenação (ou isómeros de ionização) ocorrem quando um ligando aniónico na esfera de coordenação interior é substituído pelo contra-ião da esfera de coordenação exterior. Um exemplo simples de dois isómeros de esfera de coordenação são [CoCl6][Br] e [CoCl5Br][Cl].

Este texto é adaptado de Openstax, Chemistry 2e, Section19.2: Coordination Chemistry of Transition Metals.

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter