Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

5.11: Variegação de Efeito de Posição
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Molecular Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
Position-effect Variegation
 
TRANSCRIÇÃO

5.11: Variegação de Efeito de Posição

Em 1928, um botânico Alemão Emil Heitz observou os núcleos de musgos com um corante de DNA. Ele observou que, enquanto que algumas regiões de cromatina decondensam e espalham-se pelo núcleo interfásico, outras não. Ele denominou-as eucromatina e heterocromatina, respectivamente. Ele propôs que as regiões de heterocromatina refletem um estado funcionalmente inativo do genoma. Posteriormente, confirmou-se que a heterocromatina é transcricionalmente reprimida, e a eucromatina é a cromatina transcricionalmente ativa.

Diferença entre eucromatina e heterocromatina

A eucromatina é uma região de cromatina ligeiramente corada, rica em genes, e ligada de forma mais solta. Normalmente está dispersa pelo núcleo. As histonas da eucromatina estão extensivamente acetiladas, o que permite a compactação de cromatina mais solta.

Em contraste, a heterocromatina é um cromatina com coloração escura, rica em repetições, pobre em genes, e compacta. É vista principalmente na periferia nuclear, muitas vezes como aglomerados. As histonas da heterocromatina estão metiladas, o que permite uma estrutura compacta de cromatina.

Efeito de posição variegado

Os rearranjos cromossómicos podem posicionar genes da eucromatina próximos da heterocromatina. Tais rearranjos de genes podem resultar em silenciamento de genes em virtude de serem colocados perto de heterocromatina, em vez de uma alteração no próprio gene. Este fenómeno chama-se "efeito de posição variegado (PEV)." Assim, o gene justaposto torna-se silenciado em algumas células onde está normalmente ativo, resultando em um fenótipo variegado. O fenómeno do PEV é bem estudado em Drosophila.

A formação de heterocromatina depende da metilação da histona H3, seguida da associação com proteínas não histonas, como a Proteína Heterocromatina 1 ou HP1. Normalmente, heterocromatina e eucromatina estão separadas por uma zona tampão com muitas regiões ricas em repetições. O PEV indica que a heterocromatina, uma vez formada, pode espalhar-se para além da zona tampão para a cromatina adjacente. Em humanos, o complexo HUSH metila histonas e contribui para a propagação de heterocromatina e, portanto, o efeito de posição variegado.


Sugestão de Leitura

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
simple hit counter