Waiting
Login processing...

Trial ends in Request Full Access Tell Your Colleague About Jove

1.5: A Árvore da Vida - Bactérias, Arquea, Eucariontes
TABELA DE
CONTEÚDO

JoVE Core
Molecular Biology

A subscription to JoVE is required to view this content. You will only be able to see the first 20 seconds.

Education
The Tree of Life - Bacteria, Archaea, Eukaryotes
 
TRANSCRIÇÃO

1.5: A Árvore da Vida - Bactérias, Arquea, Eucariontes

A “árvore da vida” descreve a evolução da vida e as relações evolutivas entre organismos. A raiz da árvore é o ancestral comum de toda a vida na Terra. Todas as outras espécies irradiam deste ponto, como os ramos de uma árvore. As numerosas extremidades destes ramos na árvore da vida representam todas as espécies vivas, ou existentes. Espécies extintas, que são espécies que já não existem, podem ser encontradas mais para o centro da árvore. Atualmente, estes organismos, tanto existentes como extintos, estão organizados em três domínios: bactérias, arqueias, e eucariotas. No entanto, as distinções entre estes domínios e a classificação de organismos são continuamente debatidas, resultando em uma árvore da vida ‘viva’ que muda à medida que mais informações são descobertas.

A História da Árvore da Vida

A árvore da vida evoluiu, ela própria, como os organismos que ela contém. Pouco depois de Charles Darwin ter publicado A Origem das Espécies em 1859, Ernst Haeckel propôs três “reinos” da vida: plantas, animais, e protistas - que eram simplesmente organismos que não eram vegetais nem animais. As distinções entre estes reinos basearam-se inteiramente em fenótipos facilmente observáveis.

Em 1937 Edouard Chatton dividiu a árvore da vida em dois grandes ‘impérios’ em vez disso: eucariotas e procariotas. Em termos simples, os eucariotas possuíam núcleos delimitados por membrana, e os procariotas não. Durante a década de 1970, Woese descobriu que um grupo sob a classificação de bactérias, chamado arqueia, diferia das bactérias de várias maneiras: uma ausência de peptidoglicanos nas suas paredes celulares, diferenças em coenzimas, e diferenças na sua sequência de genes de rRNA 16S. Todas estas diferenças sugeriram que as arqueias vinham de uma linha de descendência separada das bactérias.

Os Três Domínios da Vida

A árvore da vida moderna consiste em três ‘ramos’: bactérias, arqueias, e eucariotas. O domínio das bactérias consiste em organismos unicelulares procarióticos que não possuem núcleo delimitado por membrana. As bactérias podem ter muitas formas, desde cocos esféricos a bacilos em forma de bastonete. Os membros deste domínio são encontrados em quase todos os lugares na Terra, incluindo no e dentro do corpo humano.

Semelhantes às bactérias, as arqueias também são organismos unicelulares procarióticos. Fenotipicamente, as arqueias são muito difíceis de diferenciar das bactérias. Ao nível molecular, as arqueias assemelham-se a eucariotas em termos das suas maquinarias para replicação, transcrição, e tradução. No entanto, as arqueias assemelham-se a bactérias em termos de metabolismo e conversão de energia. As arqueias são muitas vezes encontradas nos habitats mais inóspitos: pântanos, estações de tratamento de águas residuais, as partes mais profundas do oceano, e fontes termais ácidas.


Sugestão de Leitura

Get cutting-edge science videos from JoVE sent straight to your inbox every month.

Waiting X
Simple Hit Counter